Prefeita assina decreto da adequação do Piso Salarial dos Acs e Ace

29/07/2022

Jader repudia novos cortes na saúde e na educação

27/07/2022

Para o senador Jader Barbalho (MDB-PA), contingenciar a Saúde é atacar diretamente o bem-estar da população brasileira. “Infelizmente, a prática e a experiência mostram que o governo sempre contingencia aquelas áreas que deveriam ser preservadas, como Saúde e Educação”, protestou o parlamentar, que apresentou à Mesa Diretora do Senado Federal, um voto de censura ao ministro da Economia, Paulo Guedes, pelo anúncio do novo corte de R$ 6,73 bilhões no Orçamento de 2022, que recairão sobre essas duas áreas.

No terceiro relatório bimestral de avaliação de receitas e despesas do Orçamento, encaminhado na última sexta-feira (22) ao Congresso Nacional, o governo federal calculou uma necessidade adicional de bloqueio do orçamento de R$ 6,7 bilhões para cumprir o teto de gastos, a regra que impede que as despesas aumentem em ritmo superior à inflação.

Jader Barbalho lembra que este é o terceiro contingenciamento anunciado em 2022 para o cumprimento do teto de gastos. “Com isso, os cortes já chegam a R$ 15,4 bilhões, sendo que R$ 12,7 bilhões continuam contingenciados”, informou o parlamentar. “No dia 31 de maio deste ano, protocolei no Senado Federal meu primeiro voto de repúdio ao ministro da Economia pelo bloqueio de R$ 3,23 bilhões do Ministério da Educação, que recaiu diretamente sobre as despesas de custeio e investimento das universidades e institutos federais, bem como sobre as entidades vinculadas ao Ministério da Educação, como a Capes (que coordena os cursos de pós-graduação), a Ebserh (que gerencia hospitais universitários) e o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que auxilia estados e municípios a garantir educação básica de qualidade”, lembrou Jader.

O senador ressaltou que, naquela época, os reitores das universidades já afirmavam que com o contingenciamento só teriam condições de cumprir com o pagamento das despesas até setembro deste ano. O corte representou 14,5% de todo o orçamento das universidades e 24,15% do recurso que garante o funcionamento de instituições federais de ensino superior. “Se esse novo contingenciamento recair novamente sobre as universidades, institutos e entidades vinculadas ao MEC, esse prazo [até setembro] vai ser antecipado, o que pode gerar um verdadeiro caos na educação de jovens e adultos. É uma enorme tragédia que se prenuncia para a educação dos brasileiros. É condenar centenas de milhares de cidadãos e cidadãs ao empobrecimento intelectual, à limitação da capacidade de avançar e progredir na profissão escolhida. É uma lástima e uma triste marca deste atual governo, que se posiciona contra a educação superior”, lamentou.

Jader repudia ainda o corte na Saúde, que teve sua crise agravada desde o início da pandemia de Covid-19, com falta de insumos, medicamentos, equipamentos e próteses para transplantes, queda na cobertura vacinal, entre outros.

DIFICULDADES

A Confederação Nacional dos Municípios fez um levantamento recente que mostra que 80,4% das prefeituras do país estão sem remédios e insumos básicos para atender à população que depende de medicamentos fornecidos pelo governo federal através da Farmácia Popular. “Contingenciar a saúde é atacar diretamente o bem-estar da população brasileira”, disparou.

Os detalhes dos cortes nos ministérios e programas serão anunciados no final do mês com a publicação de decreto. Os cortes são feitos nas despesas discricionárias, ou seja, não obrigatórias, e incluem, por exemplo, pagamento de contas de energia, telecomunicações e água de edifícios públicos, sujeitas a corte em caso de inadimplência, além de serviços terceirizados de limpeza e segurança, manutenção de universidades, conservação de rodovias federais e ações da Defesa Civil para prevenir desastres.

Fonte: DOL

Manifestantes protestam contra o Congresso na Avenida Paulista Leia m

05/12/2016

SÃO PAULO — Milhares de manifestantes se reúnem na Avenida Paulista na tarde deste domingo num ato em defesa da Operação Lava-Jato e do pacote anticorrupção, desfigurado ao ser votado na Câmara. Os manifestantes estenderam na avenida uma grande faixa verde e amarela com os dizeres “Congresso corrupto”.

Dois bonecos gigantes, um do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e outro do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), ambos vestidos de presidiários, foram inflados. A avenida voltou a ficar verde-amarela e uma vaia coletiva foi feita para Renan e para o presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que virou réu na última quinta-feira no Supremo Tribunal Federal, é um dos principais alvos dos manifestantes. O aquecimento começou com gritos de “fora Renan”, puxado pelos integrantes do Vem pra Rua, e ganhou vozes na avenida: “Renan, cangaceiro, vergonha do Senado, topa tudo por dinheiro” e “Renan, safado, fora do Senado”.

Oliver José Rodrigues, de 71 anos, declarou "apoio irrestrito" ao juiz Sergio Moro, alvo de críticas à sua conduta na operação Lava-Jato. Para o aposentado, que participou de atos contra a presidente afastada Dilma Rousseff e o partido dela, o PT, "está tudo ruim" na política.

- Não temos ninguém que nos represente. Nem sei se seria bom afastar Temer (Michel Temer, presidente) agora. O essencial, neste momento, é cortar mordomias dos políticos no lugar de tirar o pão do povo. Por isso estou aqui: para pedir e melhorias na saúde e educação da população. É o básico - disse Oliver.

A mulher de Oliver, a dona de casa Neusa Gambera, de 69 anos, quer maior investigação entre políticos citados na Lava-Jato. Para isso, observa ela, "a equipe do juiz Sergio Moro" precisa de liberdade para agir.

- Estou aqui para apoiar o juiz Moro e também contra a corrupção. É isso que as pessoas têm que fazer: sair na rua e reclamar, porque se ficarmos em casa, nada melhora - afirma ela, para completar:

- Já protestei contra Dilma e o PT, e agora quero tirar todos os corruptos. É preciso maior investigação, e acho que Moro está agindo como a Lei manda.

Fabiano Bebeto, de 40 anos, é artesão e virou uma especie de celebridade na Avenida Paulista ao encarnar o juiz Sérgio Moro. Em sua terceira passeata contra a corrupção, ele conta que fez o "boneco de Olinda" para que as pessoas tenham oportunidade de estar próximas ao juiz.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/brasil/manifestantes-protestam-contra-congresso-na-avenida-paulista-20587278#ixzz4Rx2nGjvB
© 1996 - 2016. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. 

Temer diz que Henrique Meirelles tem seu "total apoio"

05/12/2016

Anote aí: mais um planeta anão entrou para a lista dos que têm luas conhecidas. Com a ajuda inestimável do Telescópio Espacial Hubble, astrônomos encontraram um satélite natural ao redor de Makemake, o segundo planeta anão mais brilhante. O primeiro, claro, você conhece: Plutão.Makemake foi descoberto apenas em 2005 e ganhou o nome da deusa da criação dos Rapa Nui, povo nativo da Ilha de Páscoa, no Chile. Ele tem pouco menos de 1.400 km de diâmetro (contra 2.372 km de Plutão, medidos com exatidão pela sonda New Horizons) e, a exemplo de seu irmão maior, é um membro do cinturão de Kuiper, localizado além da órbita de Netuno.

Hubble descobre lua em Makemake, planeta anão “vizinho” de Plutão

27/04/2016

Anote aí: mais um planeta anão entrou para a lista dos que têm luas conhecidas. Com a ajuda inestimável do Telescópio Espacial Hubble, astrônomos encontraram um satélite natural ao redor de Makemake, o segundo planeta anão mais brilhante. O primeiro, claro, você conhece: Plutão.Makemake foi descoberto apenas em 2005 e ganhou o nome da deusa da criação dos Rapa Nui, povo nativo da Ilha de Páscoa, no Chile. Ele tem pouco menos de 1.400 km de diâmetro (contra 2.372 km de Plutão, medidos com exatidão pela sonda New Horizons) e, a exemplo de seu irmão maior, é um membro do cinturão de Kuiper, localizado além da órbita de Netuno.

Presa quadrilha com armas, combustível e distintivo policial

27/04/2016

Aplicativos


 Locutor Ao vivo


AutoDJ

Gospel Mix

Peça Sua Música

Nome:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

top1
1. Priscilla Alcantara

Me Refez

top2
2. Gabriela Rocha

Lugar Secreto

top3
3. Davi Sacer

Tua Graça me Basta

top4
4. Anderson Freire

Acalma o meu coração

top5
5. Aline Barros

Ressuscita-me


Anunciantes